• Vinicius Vieira

O Futuro dos Meios de Pagamentos no Mercado.

Na era tecnológica, ter meios diversos meios de pagamento é essencial para colher bons frutos de um negócio, principalmente se estamos falando de negócios B2C (empresa para o consumidor final).


Mas afinal, o que é um meio de pagamento?

Um meio de pagamento nada mais é do que a forma que o cliente utiliza para entregar o valor à empresa, em troca do produto ou serviço prestado. É o caminho em que a moeda percorre até chegar na conta do prestador.

Ultimamente estamos assistindo a várias novas formas de entregar o dito valor; o que antes era apenas notas impressas, boleto ou cartão; hoje se desmembra em várias formas.


Com o crescimento das fintechs, atualmente é possível, apenas com o celular, fazer transações de pessoas para empresas e também de pessoas para pessoas, isso é chamado de mobile payment.

Os métodos de pagamentos por celular são inúmeros, e desmistificaram os meios de pagamentos. Um exemplo deles é o NFC, que é o pagamento de comunicação em campo próximo. PIX, também é uma delas, este só precisa de uma rede conectada à internet para que haja êxito na transação. É importante lembrar que o PIX não cobra taxa de transações, como TED ou cartão de crédito ou débito.

Outros tipos de pagamentos mobile que crescem cada vez mais são os aplicativos de mobile payment, como o Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay; esses aplicativos cadastram o cartão do usuário no aplicativo e usam o NFC como comunicador, tornando seu celular um cartão virtual. O crescimento desses aplicativos veio junto com o crescimento das tecnologias de segurança de dados, dando maior confiabilidade para estes serviços.

Se você tentar fazer uma compra online neste momento, dificilmente não encontrará a opção PIX, ou então opção de carteiras digitais como Mercado Pago e Picpay.

Essas formas de pagamentos trouxeram grandes avanços e facilidades nos negócios, porém, no Brasil, acabam não sendo universais. A principal causa disso é a distribuição de internet e smartphones; no Brasil, quase 20% da população não tem acesso à internet, e isso faz com que esses avanços não sejam universais. Porém há uma luz no fim do túnel: o avanço da internet no Brasil vem crescendo: de 2019 para 2020, o acesso à internet aumentou 7%, e não há dúvidas que em poucos anos, será universal a facilidade de transações, e a menor burocracia.


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo