• Lucas Andreolli

Soft Skills: É Preciso Ir Além Do Conhecimento Técnico.

A cada dia que passa, o diploma não é garantia de que você terá uma vida profissional de sucesso.

Há algumas décadas, quando poucas pessoas chegavam ao ensino superior, ter uma certificação de uma boa faculdade era o suficiente para que toda a sua família ficasse orgulhosa com a certeza do seu futuro próspero. Mas hoje, é preciso ir além do conhecimento técnico.

Guilherme Junqueira, CEO da Gama Academy disse uma frase que se encaixa perfeitamente na nossa conversa: “Empresas contratam pelo currículo e demitem pelo comportamento”.

O que tiramos disso? Que é preciso treinar as suas habilidades interpessoais, para atender a demanda das empresas que contratam, ou até mesmo para instituir uma boa cultura no seu próprio negócio.

E isso tem nome: soft skills.


As soft skills são extremamente necessárias para que você desenvolva um bom network, consiga parceiros de negócios e até mesmo aumente as chances da sua empresa crescer. Porque, uma vez que você é capaz de impactar as pessoas tanto com seu conhecimento técnico, tanto que a sua capacidade de influenciá-las de forma positiva, o seu caminho se torna muito mais próspero.


Mas afinal, quais são as soft skills que você precisa desenvolver?

É exatamente o que eu vou te contar agora: as cinco soft skills fundamentais para você se destacar.


1. Comunicação

Saber passar uma mensagem de forma efetiva é fundamental para que você faça bons negócios, conheça pessoas que irão te levar para cima, dar palestras ou até mesmo fazer uma apresentação do seu negócio a um investidor (pitch).


2. Empatia

Para você conseguir se tornar um bom líder, e alguém que as pessoas podem, contar é preciso desenvolver a habilidade de se colocar no lugar do outro.

Se liga nesse exemplo: se alguém do seu time diz que um parente está no hospital, um gesto simples mas que gera reciprocidade é perguntar, de forma privada, se está tudo bem e oferecer ajuda.

Ou se você está em uma posição de liderança, busque elogiar um colaborador na frente de todos, e corrigir no individual.

3. Diligência


Você precisa saber lidar com as pancadas e pedras que virão no caminho. Mas não significa “pensar positivo” e deixar o problema de lado.

Ser diligente é buscar solucionar qualquer adversidade, blindando seu psicológico, sem medo de pedir ajuda e o mais importante: aprender com a situação, analisando quais os próximos passos.


4. Criatividade

Você pode até achar que perdeu sua criatividade depois dos 10 anos de idade, mas essa á uma habilidade (que como qualquer outra) pode ser treinada.

Busque direcionar seu foco para enxergar soluções em meio ao caos, propondo inovação. E lembre-se: inovar não necessariamente é criar algo do zero, mas é também enxergar uma forma diferente de fazer algo que já existe.


5. Ética

Essa talvez seja a mais importante. Porque, de nada adianta ser alguém diligente, que se comunica bem, é empático e criativo, se você passa pessoas para trás ou toma atitudes duvidosas.


O CEO da Berkshire Hathaway, Warren Buffett diz: “São necessários vinte anos para construir uma reputação e apenas cinco minutos para destruí-la”.

Então, é preciso se manter firme em seus valores, para não ultrapassar limites, já que uma vez que você é antiético, nunca mais as pessoas deixarão de apontar seu erro, o que pode afastar grandes oportunidades de negócio.

Quer um exemplo? Olha o Eike Batista, que de uma hora para outra foi descoberto que era antiético e corrupto, e hoje perdeu tudo o que conquistou.

Então, é muito importante sempre ir além do técnico e buscar aprimorar a cada dia as suas soft skills, que irão te diferenciar.


26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo